Category: Celebridades

BesouroBass grava clipe com apelo ambiental na Chapada dos Veadeiros

O rap, diferente do que muitos pensam pode sim, ser ferramenta para boas mensagens, reflexão sobre o meio ambiente e sociedade. 

Trilha para Almécegas – Chapada Dos Veadeiros

Ele (o Rap) é livre, inclusive para simplificar a mensagem sobre preservação ambiental. Talvez e, porque não, invadir lares e tornar crianças de hoje ambientalistas de amanhã. 


Foi nesse espírito que partimos para a Chapada dos Veadeiros. A busca pela mensagem ideal, pelas imagens que nem um milhão de palavras diriam e pela tradução livre de temas repetidos, mas não entendidos, como sustentabilidade, por exemplo. 


Em dois dias fizemos o possível para gerar imagem de conteúdo para o projeto Ritmo, Poesia e Preservação. Ali também nos tratamos, nos retratamos e buscamos uma paz com nossa consciência por saber que estávamos fazendo uma pequena (minúscula) parte do que precisa ser feito para que a pauta saia do domínio dos catedráticos e se torne prática corriqueira no cotidiano de qualquer pessoa comum.

Além de experiências transcendentes (como não poderiam deixar de ser), esperamos por uma onda de boas novas a cada dia. Pois sabemos que o trabalho não é vão. 

Vamos! 

Parabéns Dercy Gonçalves – Se estivesse viva, faria 109 anos!

doodle-google-dercy-goncalves

O doodle da página incial brasileira do Google faz uma homenagem, nesta quinta-feira (23), à atriz e humorista Dercy Gonçalves. A data marca 109º aniversário do nascimento da artista, que morreu aos 101 anos em 2008.

Dercy nasceu no Rio em 23 de junho de 1907. Ainda jovem, ela desafiou padrões da época ao fugir de casa aos 17 anos atrás de uma companhia de teatro. Começou a carreira cantando, mas depois teve problemas com a voz.

Ela trocou seu nome de batismo, Dolores Gonçalves Costa, para tornar-se Dercy Gonçalves, uma atriz da época do teatro rebolado e das chanchadas. Dercy também passou pela TVe foi uma das primeiras contratadas da TV Globo, onde estrelou os dois primeiros programas de sucesso da emissora no horário nobre.

Conhecida pela irreverência e pelos palavrões, ficou marcada por papéis como o da mão da rainha na novela “Que rei sou eu?” (1989). No cinema, foram mais de 30 filmes.

Outro momento marcante de sua carreira foi em 1991, quando sofreu um acidente de carro e quebrou a bacia. Tinha 84 anos e, ainda se recuperando, desfilou no Carnaval do Rio com os seios à mostra. Ela era a homenageada no enredo da Unidos da Viradouro (em 2004, voltou a ser destaque, dessa vez no carro da Salgueiro).

Fonte: G1